domingo, 22 de abril de 2018

MÃE TERRA

Pedro Paulo Paulino

Louvada seja a Terra, nosso lar!
Mãe poderosa e frágil que nos cria,
Berço da vida, fonte da energia
E tudo o quanto a vida precisar!

Da superfície que recebe o dia
Às profundezas abissais do mar,
Trabalha a terra, sem jamais cessar,
Exemplarmente em plena sinergia.

Pequena joia cósmica tão bela.
Bandeira universal e colorida,
Ao mesmo tempo opípara e singela!

Sendo singela está, porém, ferida
Por mãos humanas que precisam dela
Indispensavelmente para a vida!

Nenhum comentário:

Postar um comentário