domingo, 31 de dezembro de 2017

ADEUS, ANO VELHO!

Adeus, dois mil e dezessete, adeus!
Com as tuas verdades e utopias;
Com as tuas tristezas e alegrias;
Com minhas emoções e sonhos meus!

Eu agradeço ter vivido os teus
Trezentos e sessenta e cinco dias,
Embora em meio a mil hipocrisias
De um mundo corrompido por sandeus.

De um Ano Novo, a luz já se revela!
O mundo não tem férias e não para,
Girando como eterno caracol...

E a Terra, com a vida a bordo dela,
Está completamente pronta para
Um novo périplo ao redor do Sol.

PPP
31/12/17 

Nenhum comentário:

Postar um comentário